Tag: FOOTJOB

Silvia é uma amiga nossa que sempre soube da nossa tara por pés femininos, mas só a pouco tempo conseguimos convencer ela a nos ceder as solinhas para uma boa esporrada! Dessa vez encontramos ela numa balada, ja meio de fogo e não foi dificil leva-la para um motel próximo e tirar aqueles sapatos que deixou os pés dela no ponto! Depois disso foi só esfregar a cabeça do pau bem gostoso nas solas da safada, e cada um dar uma carimbada para hidratar os dedinhos de nossa amiga!

Estava saindo pra dar uma caminhada quando vi minha vizinha na garagem tentando ligar a moto. Ela estava de jeans e botas, mas eu já tinha visto os pezinhos dela em outras oportunidades e sabia que eram lindos! Me aproximei e me ofereci para ajudar! Era só um mal contato na vela, e em um minuto fiz a moto dar a partida! Juro que nem ia falar nada, mas ela soltou aquela frase conhecida: "Não sei o que posso fazer para agradecer" E eu brinquei, você podia me mostrar os lindo pezinhos que eu sei que estão cobertos por essa bota opressora! Ela riu sem entender, eu disse que já tinha visto os pés dela antes, e que tinha um fetiche por pés bonitos, e perguntei se poderia fotografar com meu celular os pés dela na moto. Naquele horário a garagem estava totalmente vazia e fomos para um canto sem câmera de segurança. Ela tirou a bota e meu pau ficou duro na hora. Ela com certeza percebeu, e eu notei que ela estava provocando, exibindo os pés cada vez com mais sensualidade. Depois de filmar um pouco me enchi de coragem e perguntei se poderia filmar uma gozada nos pés dela. Ela disse que desde que seu rosto não aparecesse eu poderia gozar a vontade! E foi assim que surgiu esse vídeo!

Encontrei esse video perdido nos meus arquivos! Aos poucos estou encontrando muita coisa e compartilhando com voces! Namorei essa garota ha uns anos, e fui o primeiro cara que enterrou o caralho na sua boceta. Ou seja, eu sou aquele cara inesquecível. Chegamos a namorar por dois anos e nesse tempo eu ensinei pra ela tudo sobre o fetiche por pés femininos e gozei muitas, mas muitas vezes naquelas solas. Depois que o namoro terminou eu nunca mais vi Adriana pessoalmente. Ela acabou por conhecer um cara e ir morar com ele no interior do estado. Então um belo dia um amigo em comum nosso morreu. Fui ao velório e quem estava lá? Ela! A troca de olhares foi imediata! Começamos a conversar e ela me disse que nunca mais havia fodido com os pés, pois seu atual marido não curte o fetiche. Perguntei se ela queria filmar e relembrar os bons momentos e ela disse que desde que eu não mostrasse seu rosto no filme e prometesse não forçar a barra para transar, ela adoraria masturbar meu pau novamente! E lá fomos nós para um motel de quinta categoria praticar o fetiche que eu mais amo nesse mundo!